Sustentabilidade e energia solar

A sustentabilidade é um assunto cada vez mais em alta pelo mundo afora, especialmente porque já chegamos ao ponto em que ações para reverter os impactos ambientais gerados pela humanidade se tornaram emergenciais em muitos lugares. Mas será que, de fato, a energia solar é sustentável?

Para afirmar que qualquer tipo de energia é ou não sustentável, precisamos primeiramente analisar seus ciclos de produção e de consumo. A relação a ser feita a partir daí é bastante lógica: se a natureza tem o potencial de produzir determinada energia de forma mais abundante que os seres a consomem, é dito que o processo é renovável.

O Sol provê calor e luz e aproveitar sua energia ao máximo, contribui para sustentabilidade. O sol é fonte de energia renovável, natural, limpa, disponível e infinita! Não emite gases de efeito estufa, que contribuem para o aumento da temperatura da Terra, não gera resíduos e, em geral, substitui um combustível fóssil — poluente, caro e escasso.

Na arquitetura, o Sol ajuda a orientar construções, selecionar materiais que aproveitem a luz, ajudem na circulação do ar quente e aproveitem as flutuações de temperatura externa. Além disso, projetos solares permitem captar a energia do Sol, seja através de células fotovoltaicas (que transformam a luz em energia elétrica) ou coletores solares (para aquecimento de água, por exemplo).